DRC em São Bento do Sul/ SC - 13/03/2004

Saída de Curitiba

Saímos de Curitiba (eu, Dressa, Si, Luiz, Marli em nosso amado Detocar) rumo a São Bento às 4 e meia da tarde, com muita chuva e frio. Como a cidade era perto não precisávamos ir muito cedo e porque não tínhamos ideia de que horas o DRC chegaria a cidade já que eles viriam direto do show realizado na noite anterior. A estrada foi tranquila, sem complicações maiores além do péssimo estado de conservação da mesma.

Chegada em São Bento e Malagueta Parte I: reconhecimento do local

Chegando em São Bento e sem nenhum esforço encontramos o caminhão que levava os equipamentos pro show, mas não pudemos segui- lo porque estávamos parados na rotatória.

Como sempre fazemos quando chegamos nas cidades procuramos a casa do show pra fazer um reconhecimento do local. Não foi difícil achar, mesmo porque sabíamos do tal caminhão. Ficamos surpresos ao ver o local do show, mas mesmo assim com muita vontade de ver aquilo ali pegando fogo pro show. A casa era pequena (pra não dizer minúscula) e ao lado estava aramada uma tenda azul (entendam como lona de circo!). Logo concluímos que o show seria ali na tenda (!).

Como não sabíamos o hotel, fomos (Si e Tali) até a casa pra perguntar pra alguém, encontramos logo na entrada dois caras que nos atenderam super bem e nos passaram as informações necessárias (com o Detocar ninguém se nega a passar nada é incrível o poder desse carro!).

Hotel Urüpes

Seguimos do Malagueta para o hotel Urüpes, onde eles chegariam segundo as informações passadas por volta das 19h30/ 20h, achamos o hotel de longe e ao conseguirmos avistar a frente do hotel vemos o Favelão estacionado e com o pisca alerta ligado, ou seja eles tinham acabado de chegar e isso não eram nem 19h.

Chegamos e fomos falar com o motorista do Favelão (companheiro de estrada!) e ficamos por ali, vimos o Tchello (de cabeça raspada aewww nós vimos) na recepção do hotel mas ele não nos viu. Todos já tinham subido e estavam cansados.

Um tempinho depois o Tchello reaparece e vem falar com a gente, fala um pouco e diz que ia até a farmácia e já voltava. O Tchello saiu veio o Jorge falar com a gente, extremamente feliz apesar do cansaço! 

Logo depois aparecem Ronaldo, Michel e Luquinha que ficam conversando com a gente. Ficamos conversando com eles por algum tempo, principalmente com o Michel. (Ps: Silvio sentimos sua alta! Seja muito feliz, boa lua-de-mel mas volta logo! *rs). Tchello volta conversa mais um pouco e sobe pra descansar.

A produção segue pro Malagueta e nós ficamos a espera do Tico que iria sair pra ir pra academia.

Quando o Tico apareceu, tinha uma mulher com um bebê no colo na porta do hotel, ele para e fica brincando com ele. Até que ele vira e vê Luiz, pela cara ficou surpreso por nos encontrar ali (acho que eles até imaginam, mas ainda assim ficam surpresos!) Aí ele veio falar com a gente e ficou por ali, além do Tico o Fabinho apareceu também, só que quando ele apareceu eles já estavam saindo, iam antes no shopping pro Tico comprar roupa porque ele tava morrendo de frio e não veio preparado pro frio (ele ainda não aprendeu que o Sul é frio em qualquer época do ano!) e depois pra academia.

Depois que eles saíram, nós resolvemos sair pra dar uma volta. E nessa pequena volta achamos o shopping e a academia, o legal de cidade pequena é isso não tem muitas complicações pra achar os lugares, mas também nos perdemos logo depois *rs as rotatórias nos confundiram! Mas depois de perguntar, nos achamos e fomos pro Malegueta.

Malagueta Parte II: atraso, espera e show

Chegamos por lá e ficamos vendo a produção fazer a montagem do equipamento todo, os ajustes e Ronaldo e Luquinha quase malucos porque um não conseguia ajustar o microfone do Tico e o outro porque não conseguia afinar a luz (e taca gelo seco pra afinar a luz né Luquinha?!?)

Umas duas horas depois, eles conseguiram, quer dizer quase, o Luquinha ainda ficou por lá ajustando a luz enquanto os outros voltaram pro hotel. Nós queríamos sair dali pra jantarmos em algum lugar, mas era capaz que não conseguimos voltar pra junto da produção então comemos por ali mesmo, com exceção da Dressa que não comeu porque não come carne. Estávamos todos com fome e não dava pra esperar, comemos junto com a produção que depois seguiu pro hotel.

Devido ao atraso na passagem de som, atrasou tudo: montagem de equipamento da banda de abertura TPM (TPM = Terapia Psico Musical), a abertura da casa, o início do show de abertura e consequentemente do show do DRC. 

Eram mais de 23h30 quando liberaram o pessoal pra entrar na tenda, assim que liberaram nós que estávamos na mesa de som/ iluminação com o Luquinha fomos pra frente do palco pra garantirmos que ficaríamos onde queríamos (na frente ao Renato e Tchello).

Quado a banda TPM começou o show já eram 00h30, segundo o que tínhamos ouvido as meninas falando eles tocariam 1 hora (quase tivemos um treco porque isso atrasaria ainda mais o DRC). A banda mandou bem, mas depois de horas esperando nós queríamos é ver DRC e nada mais, falo isso somente por nós. E pensávamos isso ainda mais quando eles tocavam algo que não conhecíamos (sim tem algumas bandas que fazem muito sucesso em SC e aqui nós nem sabemos da existência das mesmas!). Mas eles não tocaram 1h devido aos atrasos, tocaram somente metade do tempo.

Enquanto a banda TPM desmontava os equipamentos a produção DRC já estava em ação pra arrumar o palco e quando o Emerson apareceu e começou a colar o set list as meninas do nosso lado (que estavam com o pessoal da TMP) começaram a falar (mal) do set list do DRC, e eu rezava pra elas calarem a boca porque se elas falassem mais um pouco eu ia explodir com elas. Mas como nós somos da paz não aconteceu nada e elas pararam (um tempo depois).

Desabafo: fala sério ninguém tem que se meter com o set list deles, eles fazem o que querem e eles mudaram o set list mais uma vez e de última hora, tanto que o Ronaldo improvisou os papéis pra fazer todos aqueles sets, então não tinha como eles fazerem no computador tudo bonitinho e elas nem podiam falar nada porque o tal do set list da TPM também não era lá aquelas coisas. Outra coisa que me irritou muito foi que elas queriam comparar a quantidade de músicas no set list do DRC com a da TPM, falavam que na da TPM tinha muito mais e sei lá mais o que. Não tem como comparar as duas bandas, eu odeio isso! Ainda mais quando comparam falando mal, é injusto, o DRC ralou tanto quanto ou até muito mais que eles pra chegarem onde estão. Mas voltando ao show...

Antes do show começar nós (e toda a galera em volta) queria matar quem estava soltando a fumaça. E nós ainda mais por sabermos que era o Luquinha, ele exagerou na dose de verdade, tinham vezes que era quase impossível respirar, ver então nem se fala. 

Duas da manhã Cléééééééééééston pisa no palco, com um visual, muito diferente cabelo molhado, penteado pra trás e óculos (nós reconhecemos só depois), mas ainda teve o Netto que apareceu com o mesmo cabelo e óculos vocês acham pouco? Então imagina o Tico do mesmo jeito!!!! Além de que a roupa do Tico nos fez pensar que não era o mesmo Tico que nós conhecemos *rs o Renato apareceu com um chapéu (acho que era o mesmo que o Tico usou em Bal. Camboriú), Tchello e Fabinho não nos surpreenderam com o visual.

Foto: Fotolog RN
Na segunda música o Renato nos vê na frente dele e abre um sorriso, o Tchello também nos achou um pouco depois.

O show começa e na segunda música o povo vai ao delírio "Outro Lugar" faz o povo pular como nunca e nós também, claro. O show prossegue com algumas das novas músicas (muito boas) e muita energia positiva, mesmo com alguns babacas tentando acabaram com isso!

Certa hora, o Tico começa com os agradecimentos e fala de nós (aew FC Paraná) nessa hora que o Netto e o Cléston nos acharam pelos gritos eufóricos. O Netto começou a dar tchau e a sorrir. No meio do show, o tal visual inovador só estava mantido no Cléston, a mulherada gritava e passou a gritar ainda mais qdo Tico apareceu sem camisa.

Acho que o ponto alto pra galera de São Bento foi "Olhos Certos", aí sim foi delírio mais que em "Outro Lugar" e "Quando o Sol Se For", pra nós de todos os momentos o que mais queríamos era ouvir "Meu Bem". Foi muito, muito, muito, muito, bom mesmo! Alias como sempre. Eles são ótimos, tem talento e além de tudo são muito simpáticos!

Cléston se empolgou com suas pick ups tanto na sua parte do show quato no final do show, enquanto todos deixavam o palco ele continuava lá firme e forte mandando um som. O Fabinho fez sua participação também cantando sua musiquinha clássica "esse corpo sarado..." e deu a deixa pro Tico falar um monte da mulherada depois disso. Nessa hora o Tico colocou o boné.

Depois do show, foi o martírio porque não sabíamos onde seria o camarim. O Michel e o Luquinha nos explicaram e nós fomos atrás, o camarim era do outro lado e pra entrar tinha que sair de dentro da casa. Nós não sabíamos se conseguiríamos entrar no camarim, mas queríamos pelo menos dar um beijo no Netto, Cléston e Renato porque não tínhamos os visto fora do palco muito menos falado com eles.

Procuramos e achamos o camarim. Já tinha gente por lá esperando, mas nós nos enfiamos na frente e pedimos pelo Ronaldo, a menina que estava esperando ainda disse que ele não estava lá, mas ele estava sim porque ele saiu do palco junto com o DRC e o Michel já tinha nos avisado que ele estava lá. Aí o segurança falou pra esperar porque já iam liberar.

Logo em seguida aparece o Jorge, nos estávamos bem na frente da porta, que se abriu pouco mas deu pra ver ele falando pra liberar 6 pra entrarem, e eu já falei "Jorge deixa a gente entrar!" ele abriu e nos colocou pra dentro.

Aí dentro da camarim foi tranqüilo. Falamos com todos por um bom tempo. O Tico tava impossível, tava pintando o rosto da galera toda (com a minha caneta e claro que eu perdi a caneta). Sobrou pra todo mundo nessa hora, se não era rosto era mão não tinha como escapar do Tico. O Cléston ainda tentou limpar o rosto da Si mas foi em vão porque não saiu. A cena foi engraçada de ver.

Não sabemos quanto tempo passamos dentro do camarim, mas como sempre pareceu todo tão rápido. Eles receberam toda a galera que esperava e como sempre muito simpáticos e sorridentes.

Depois que eles foram embora, nós seguimos de volta pra Curitiba com a certeza de que eles seguem mais firmes e fortes do que nunca e que o novo cd será muito bem recebidos por todos!

Destaques

Roadies Novos (pelo menos pra nós!): Emerson e Ricardo muito legais e atenciosos, outros comentários melhor esquecer... Certo meninas? Essa equipe está cada dia melhor e esperamos que ela seja mantida assim.

Barraquinha de venda de camisetas e cds: fazia tempos que não víamos, então ficamos felizes por ter ela de volta. Sem falar que as novas camisetas estão lindas (principalmente a laranja *rs), saímos de lá com as nossas, mas que compramos com o Ricardo só depois quando estávamos no camarim, com toda calma e tranqüilidade do mundo. Dale Ricardinho vendendo muito!

E seguimos na luta junto com o DRC rumo a 1ª divisão do Rock Nacional!

- Post retirado do blog FC DRC Escrito Errado -
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...