Detonautas Roque Clube - parte 1

Eu fiz esse gif em 2003 e até hoje ele está por aí, na rede. Muita gente pode até duvidar, mas eu não preciso provar nada para ninguém nessa altura da vida. Eu lembro de ter passado umas 2 horas no pc alternando entre o Photoshop e o programa que era integrado a ele fazendo os ajustes necessários pra ele ficar exatamente assim! Mas o que eu quero com isso tudo? Simples: contar uma parte da minha história com o DRC e também porque eu quero deixar isso registrado para a eternidade.

Minha história com o DRC começou como a de muitos com "Outro lugar". Era novembro de 2002, quando eu estava assistindo tv e passei pela Mtv, o clipe era desconhecido mas a música agradou. A letra que viria em seguida falava algo que eu vivia no momento:

"Eu podia até tentar acreditar nessa ilusão,
Não sei porque viagem errada então 
O meu caminho me levava a acreditar que eu estava certo,
Que eu era esperto e coisa e tal
Cara sinistro da zona sul, andando com um monte de santinha pra lá e para cá,
Mas com você foi diferente, foi de primeira quando eu te vi até me faltou ar
As oportunidades nessa vida me fazem crer,

Que quando estamos frente a frente, só eu e você,
O tempo passa tudo é mais fácil
Difícil é esquecer o que eu faço quando você se vai
Eu fico aqui bolando planos mirabolantes,
Fico inconstante, pareço iniciante
Eu vou fazer de tudo pra trazer você pra perto de mim pode acreditar que sim..."


Foi por esse trecho que conheci o DRC, foi por esse trecho que eu me apaixonei, foi por esse trecho que comecei a prestar atenção em todo o resto.

Mas entre ouvir "Outro lugar" e saber quem era a banda efetivamente, foram 3 meses. Quando eu vi a banda pela primeira vez foi em um programa dominical da Globo, o finado 'Jovens Tardes' com apresentação de Pedro e Thiago, Wanessa e KLB, e nesta época a música de trabalho já era outra, era a vez de "Quando o sol se for", e mais uma vez ouvi uma letra que falava sobre um momento meu:

"E eu fico a te esperar
Abro os olhos mas não posso ver
Não me canso de tentar
Eu não quero entender..."


E além disso, uma banda que cantava e tocava ao vivo, sem playback. O Tico com seu cabelo vermelho foi o que mais chamou a atenção, era 17 de fevereiro de 2003. Meu comentário sobre o programa daquele dia foi quase que total negativo, exceto pelo que eu tinha gostado: Detonautas, Capital e Ls Jack. E pelo Tico, obviamente: porque ele sempre foi LINDO.

Print do meu blog na época, que era no iG (bliG)
Desse dia em diante, eu realmente sabia quem era a banda e passei a acompanhar mais de perto, mas esse foi o ano em que eu estava afastada da internet, estava estudando um monte e sem telefone em casa. Então por mais que eu tentasse não conseguia acompanhar tanto assim. Tanto que foi bem legal descobrir que eles tocaram em Curitiba no mês de maio um dia depois do show e um show em Ponta Grossa um dia antes e não tinha condições de ir assim em cima da hora.

Mas veio agosto... E eu lembro como se fosse nesse exato momento quando li no um post do Tico no blog da banda na época intitulado de "Na estrada" (se eu não estiver enganada), falando "amanhã estamos em Curitiba”. Seria a divulgação da nova música de trabalho da banda "Olhos Certos". Dia 7 de agosto de 2003, esse foi o dia D, o dia em que eu entrei definitivamente pro mundo detonáutico. Tico, Cléston e Renato. Conheci metade do DRC, mas conheci as pessoas que me abriram efetivamente as portas do mundo que passaria a ser parte de minha vida daquele dia em diante: a família Chemin, Simone e GiLi.

O dia foi longo, lindo e único: 98FM, Rádio Transamérica, Ric Tv, Rádio Jovem Pan e Ópera de Arame. Sorrisos, conversas, caminhadas e sintonia. Sai de casa de manhã e voltei quase no outro dia, era pouco antes de meia-noite. Dormi feliz e pesado...

Esse foi o dia crucial em minha trajetória com a banda, pois depois dele a amizade com as meninas, tão fãs quanto eu se tornou algo essencial em minha vida, e hoje eu sei que vai além, muito além de DRC.

E esse foi o dia crucial porque foi à partir dele que planos se tornaram reais: fã-clube, site e blog. Demos vida própria a um FC que era conhecido como Fã-Clube do Sul e era a união de três estados: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Naquele momento a separação se tornou nítida...

Print de um dos layouts do blog do FC DRC PR, esse feito pela Renata.
A princípio éramos o FC DRC - Paraná, que meses depois se tornou o FC Detonautas Rock Club Escrito Errado, batizado pelo próprio Tico no camarim, depois do show de Maringá, porque as coisas que a gente mandava fazer mesmo que soletradas sempre ficavam com o nome da banda errado.

Continua...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...